TPM: O que fazer para amenizar.

A Tensão Pré-menstrual ou TPM como é popularmente conhecida, define um conjunto de sintomas físico e psicológicos em que a mulher se encontra em sua maior sensibilidade. A tensão pré-menstrual pode surgir na mulher 1 a 2 semanas antes do início da  menstruação, se dá por causa do aumento de determinados hormônios com maior evidência do estrógeno. Essa alteração hormonal provoca vários sintomas, como a retenção de líquidos no organismo que afeta diretamente o metabolismo da mulher.

Cólicas, dor nos seios, dor de cabeça, aumento do apetite, inchaço em várias regiões do corpo, bem como alterações no sistema nervoso, humor e etc., também são provenientes da TPM, que variam de acordo com cada mulher, assim como o seu período de estadia, se estendendo até 15 dias. Mesmo surgindo em níveis diferentes de intensidade, o sintomas da TPM afetam muito a vida de mais ou menos 70% das mulheres.

Desde as complicações psicológicas, aos sintomas físicos, pode ser que em alguns casos seja necessário um acompanhamento mais intenso feito com um profissional de saúde. Além de se tratar, a mulher ainda pode se informar sobre as causas que agravam a TPM, em como suas consequências, ainda conhece alguns métodos que ajudam a diminuir os sintomas, podendo ser possivelmente definidos na prática de diferentes hábitos.

A primeira dica é realizar atividade física, uma ótima aliada para combater a cólica, pois ao fazer o exercício, o organismo libera endorfinas que têm ação analgésica. Além disso, ativa a circulação retirando a centralidade do útero e ovários. Pode ser associado a atividade física que proporcione prazer, como uma caminhada ao ar livre, ou andar de bicicleta, nadar e etc.

Os exercícios reduzem a tensão e melhoram a autoestima.

Outra importante questão está relacionada a alimentação que deve ser composta de verduras, frutas e legumes de maneira balanceada. A ingestão de água estimula funcionamento dos rins, reduzindo o excesso de líquido corporal que provoca os inchaços.

O sal deve ser evitado, pois causa a retenção de líquidos, dor nos seios, inchaço na barriga, nos pés e nas mamas. Ele está presente no sal de cozinha e em alimentos processados industrialmente, como: enlatados (extrato de tomate, milho, ervilha), conservas (azeitona, palmito, pepino), embutidos (salsicha, mortadela, linguiça, presunto, salame), aditivos (glutamato monossódico) utilizados em alguns temperos prontos, sopas de pacote e macarrão instantâneo, defumados, ketchup, mostarda, shoyu, caldos concentrados e até adoçantes artificiais à base de ciclamato de sódio e sacarina sódica.

Alguns anticoncepcionais podem ser benéficos para diminuir os sintomas da TPM, aliviam os efeitos da tensão sem interferir na contracepção.

O consumo de bebida alcoólica aumenta as dores de cabeça, por conter muito açúcar em sua composição também tem efeito hipoglicêmico, agravando os sintomas da TPM. Além disso, a bebida alcoólica faz com que nosso corpo perca vitaminas e minerais importantes que ajudam diminuir a tensão pré-menstrual e a evitar a hipoglicemia, sendo um fator de grande intensidade para aumentar a irritabilidade. Portanto deve ser evitado o máximo possível, do contrário sempre terá algo que irá surtir as crises durante esse período.

Deixe uma resposta