Escalda pés: a forma mais prática de renovar as energias

A terapia do escalda-pés está na lista dos mimos que fazem a diferença para renovar as energias, dar aquela esquentada no inverno, promover a auto estima e ainda curar uma dor!

Nossos pés merecem cuidados especiais para manter a saúde, o bem-estar, bom humor e a boa aparência. Os pés, responsáveis por nosso caminhar, nem sempre recebem a atenção necessária e acabam sendo esquecidos. Aliás, se observarmos bem, há dias que nem prestamos atenção a partir dos joelhos para baixo. Por isso, tudo que puder fazer por eles, faça!

O escalda pés é uma cultura milenar, praticada desde a Grécia e Roma Antiga, nos banhos públicos, que promoviam encontros sobre temas políticos e sociais. Além de serem um ritual de purificação e conexão com a essência do corpo e da alma, o escalda pés elimina toxinas através da pele. É indicado para tratar stress, nervosismo, micoses, dores nas pernas, cansaço, frieiras, problemas de circulação, calos, gripes, resfriados, insônia e muitos outros males. São muitas as flores e ervas que podem servir de matéria-prima, basta escolher a que mais te agrada ou corresponde com o benefício que você busca, como camomila, lavanda, alecrim, erva doce, entre outras.

Aí vai uma receita infalível para depois de um dia exaustivo, pés doloridos e pernas pesadas.

Comece arrumando seu quarto para o repouso: aparelhos (TV, som, rádio) desligados, penumbra, cortinas fechadas, o máximo de silêncio e o mínimo de luz. Se gostar e se puder, escute musica enquanto prepara tudo e até acabar o escalda pés; mas precisa ser musica relaxante. Evite TV e rádio com noticiários e também nada de ler.

Material:

– 2 colheres de sopa de sal amargo.

– 1 colher de sal grosso

– 5 saches de chá de camomila

– 3 rodelas de limão

– 10 gotas de extrato de própolis

– 1 jarra com água bem quente se desejar intensificar o tempo.

– 1 jarra com água fria.

– 1 vasilha tipo caneca ou jarra pequena para auxiliar a jogar água também a partir dos joelhos.

– 1 toalha macia

– Creme hidratante especial para os pés.

– Um par de meias de algodão.

Dicas:

Deixe o ambiente preparado para facilitar a terapia. Tenha todos os ingredientes a mão, a chaleira com a água quente e a jarra com a água fria.

Temperatura adequada:  37ºC (verão) a 38ºC (inverno). Importante: verifique a temperatura da água com o auxílio de um termômetro, evitando queimaduras e respeite a sensibilidade da sua pele.

A temperatura superior a 37ºC é contra indicada para crianças, Gestantes, hipertensão, hipotensão, diabetes, problemas cardíacos e peles altamente sensíveis.

Use uma bacia funda ou balde largo para que seus pés fiquem confortáveis. Coloque no fundo da bacia pedras roladas de quartzos verdes e uma turmalina negra.

Verifique a temperatura e coloque todos os ingredientes. Mergulhe os pés com cuidado e relaxe de 15 a 20 minutos. De quando em quando, adicione mais água quente

Com auxílio de um recipiente pequeno, despeje um pouco da água quente da bacia a partir dos joelhos. Passe a planta dos pés sobre as pedras para massagear a região.

Termine jogando a água fria a partir dos joelhos. Seque bem os pés, dedos e unhas. Massageie os pés com um creme hidratante apropriado para a região. Vista as meias e deite-se.

Importante Saber:

Sal amargo e o sal grosso são anti-sépticos e excelentes para eliminar dores e relaxar.

O extrato de própolis é anti-séptico, fungicida e anti-inflamatório.

A camomila é relaxante, alivia dores e também é antiinflamatória.

O limão possui ação clareadora de manchas e atuará nas manchas que são causadas pelos calçados.

As pedras de quartzos verdes facilitam a massagem na planta dos pés trazem energia de cura e bem-estar.

A turmalina negra emite delicadamente raios infravermelhos que auxiliam a tratar e desinflamar as regiões com danos por calçados apertados e outros ferimentos nos pés.

Deixe uma resposta