Cuidado com o excesso de peso que você leva na bolsa!

 

As bolsas fazem a alegria das mulheres: são bonitas, coloridas, práticas, descontraídas, elegantes, um item simplesmente indispensável no universo feminino. Para as mulheres é muito comum querer carregar a vida na bolsa. É tanta coisa que quando vai procurar algo, acaba se perdendo. No entanto, elas esquecem que o excesso de peso na bolsa pode acarretar em problemas na coluna, como lesões no ombro, na coluna cervical, torácica e até lombar. “Se esta carga excessiva não for bem distribuída e controlada, mantendo-se assim, uma postura inadequada, a mulher pode ter sérios problemas de coluna, como escoliose, hiperlordose (aumento do ângulo na curvatura na região lombar) e hipercifose ( conhecida também como “corcunda”)”

O peso excessivo também pode causar contraturas musculares e inflamações. Em alguns casos, pode ocorrer a ruptura do disco intervertebral, uma cartilagem da coluna, o que pode levar a uma hérnia de disco. Um problema de saúde causado por hábitos inadequados e que provoca fraqueza muscular, dores e formigamento nas pernas e nos pés.

roblemas na coluna vertebral, a sobrecarga com o excesso de peso na bolsa pode gerar lesões musculares e articulares, agindo os pés, joelhos e quadris; assim como os ombros e pescoço.

A prática é extremamente prejudicial à postura corporal: carregar muito peso em um dos ombros prejudica de uma só vez a musculatura lombar, a coluna, o pescoço, os ombros, os braços e o quadril. Ou seja: a mulher anda completamente torta, o que além de ir na contramão da elegância tão desejada, causa problemas ortopédicos e desgaste ósseo.

Veja a maneira correta de carregar esse acessório para evitar alterações no equilíbrio da postura que desencadeiam desconforto e dor:

Fique atenta ao escolher o modelo da bolsa; há algumas que são pesadas por si só, devido ao material utilizado na fabricação;

O ideal são pequenas bolsas a tiracolo, para levar apenas o necessário e isso significa, o menos peso possível e o peso máximo carregado deve ser, no máximo, de 7% a 10% do peso corporal.

Grande ou pequena, o segredo é aliviar o peso que você leva dentro dela Faça uma faxina na bolsa periodicamente eliminando o que for desnecessário.

Prefira uma bolsa com alça larga, longa e ajustável, que passe por cima da cabeça e cruze a frente do corpo.

Caso seja necessário carregar agenda, cadernos e demais objetos, prefira pastas ao invés de deixar tudo na bolsa

Coloque celular, chaves e outros objetos de uso frequente nos compartimentos na parte da frente da bolsa. Assim, quando for alcançá-los, você não precisa se esticar muito ou fazer movimentos bruscos, evitando o risco de mal jeito nas costas ou no pescoço.

Se precisar carregar mais peso, a recomendação é usar mochilas, de preferência, de três pontos. Menos estilo, talvez, mas a medida preserva a saúde com uma melhor distribuição do peso e o que favorece o equilíbrio corporal.

 

Deixe uma resposta