Como prevenir doenças do inverno

O inverno é a estação do ano marcada por diversas doenças e sintomas desagradáveis. Esse é o período com a maior incidência de alergias e doenças respiratórias, isso acontece porque elas podem ser causadas por micro-organismos, como vírus, fungos e bactérias, e pela tendência que as pessoas têm de ficarem aglomeradas em locais fechados para se protegerem do frio , facilitando assim a transmissão de tais agentes. As reações alérgicas também dão as caras no inverno, isso porque em ambientes fechados é possível encontrar vários estímulos alérgicos, causadas principalmente pelo tempo seco, pela baixa umidade relativa do ar.

Algumas doenças se agravam no clima seco e frio, como gripes, resfriados, dor de ouvido, asma, pneumonia, bronquite, rinite e sinusite.

Os infartos tb são mais comuns nesta época do ano, como explicou o cardiologista Roberto Kalil do Bem Estar

Durante o inverno, o número de infartos cresce, em média 30%. Os de AVC crescem 20%. Isso acontece porque o organismo faz de tudo para manter o calor interno do corpo. Assim, quando as terminações nervosas da pele se ressentem com o frio, o nosso metabolismo se prepara para evitar a perda de calor para proteger o funcionamento de órgãos vitais internos. Isso faz com que as paredes dos vasos sanguíneos que irrigam a pele se contraiam e o coração precisa fazer mais força para bombear o sangue.

As pessoas mais propícias a sofrer com estas doenças são as crianças e os idosos hipertensos, diabéticos, obesos, fumantes, por terem o sistema imune mais fragilizado precisam redobrar os cuidados no inverno.

E mesmo quem não pertence a esses grupos deve evitar a exposição prolongada ao frio intenso e o choque térmico causado pelas quedas bruscas de temperatura.

Manter os ambientes fechados no inverno é muito prejudicial para a saúde, pois essa condição facilita a proliferação de vírus e bactérias que contaminam as pessoas. Para se proteger das doenças de inverno é preciso ficar bem agasalhado, manter os ambientes arejados, consumir suplementos e frutas com vitamina C, não sair de casa com cabelos molhados e se alimentar bem. É importante tb arejar sempre a casa, pois o sol e o ar evitam que vírus e bactérias se proliferem. Para quem tem problemas respiratórios, é essencial manter as roupas de cama limpas, retirar o pó da mobília e limpar o chão com pano úmido.

Entre os cuidados nesta época do ano estão: beber muito líquido, tomar vacinas para evitar doenças de inverno, evitar banhos com água muito quente, evitar exposição prolongada a ambientes com ar condicionado quente ou frio. Para uma boa noite de sono, durma em local arejado e umedecido. Também é aconselhável evitar o consumo de bebidas alcoólicas e de cigarro.

Os principais cuidados são com:

Resfriado

Gripes e resfriados têm sintomas semelhantes, embora sejam doenças diferentes. O resfriado é causado por vírus como adenovírus, rinovírus e vírus sincicial respiratório, geralmente dura de quatro a cinco dias, mas pode se prolongar por até duas semanas, causando coriza, obstrução das vias respiratórias, febre baixa, espirros e dor de garganta.

Como tratar: O tratamento alivia os sintomas e é feito com analgésicos e antitérmicos. Para prevenir-se, é aconselhável lavar bem as mãos, além de descongestionantes e lavagem nasal para fluidificar e remover as secreções.

Gripe

É  causada pelo vírus influenza e, além dos sintomas do resfriado, causa febre alta e abrupta, dores no corpo e fadiga,sendo necessário a realização de repouso. Pode provocar complicações se não for diagnosticada e tratada corretamente.

Como tratar: O tratamento é feito com analgésicos, antitérmicos, repouso e hidratação. Para prevenir-se é aconselhável lavar bem as mãos e o nariz, evitar aglomerações e tomar a vacina anual.

 

Rinite Alérgica

 

A rinite alérgica é a inflamação da mucosa que reveste o nariz, causada por reação alérgica, que provoca sintomas como espirros, coriza e coceira no nariz, sintomas que podem durar de alguns minutos até vários dias. A substância que provoca alergia varia para cada pessoa, sendo, geralmente, o pólen de plantas, poeira, ácaros ou pêlos de animais.

Como tratar: esta doença é crônica e não tem cura, entretanto existem tratamentos que podem ajudar a tratar e controlar os seus sintomas, como anti-histamínicos, corticóides nasais e, principalmente, evitar o contato com as substâncias alérgicas.

 

 

Sinusite

A sinusite é a inflamação da mucosa dos seios da face, que são que são cavidades no crânio em torno do nariz, causando sintomas como dor na região da face, secreção nasal e dor de cabeça, e pessoas que já tem um grau de rinite alérgica têm maior tendência a desenvolver esta inflamação.

é a inflamação dos seios nasais,  Provocada por alergias ou infecções por vírus ou bactérias, causa dor de cabeça, pálpebras inchadas, nariz entupido, secreção nasal e dor nos olhos.

Esta doença é causada, principalmente por infecções virais, por vírus de gripes e resfriados, e por alergias, sendo somente uma pequena parte causada por bactérias.

Como tratar: costuma ser orientado pelo médico o uso de corticoides,anti-histamínicos, anti-inflamatórios, descongestionantes e lavagem nasal com solução salina, estando indicado o uso de antibióticos apenas quando há suspeita de infecção por bactérias.

Doenças mais comuns do inverno e como evitar

Pneumonia

A pneumonia acontece quando a inflamação e infecção das vias respiratórias atingem os pulmões, geralmente, causadas por bactérias, vírus ou, mais raramente, fungos. Os sintomas da pneumonia incluem tosse com catarro amarelo ou esverdeado, febre de cerca de 38ºC ou mais e calafrios, e, se a infecção for grave, pode causar também falta de ar, dificuldade para respirar e respiração ofegante.

Como tratar: o tratamento depende da causa, na maioria das vezes feito com antibióticos e analgésicos em casa, com orientação médica. Em casos mais graves, em que há sinais de alerta, como oxigenação do sangue prejudicada, confusão mental ou insuficiência dos rins, por exemplo, pode ser necessária internação para realização de remédios na veia ou uso de oxigênio.

Otite

É a infecção que costuma acontecer por vírus ou bactérias que infectam a garganta e migram até o ouvido. Esta infecção pode causar dor no local, febre e produção de secreção, e é mais comum em crianças.

Como tratar: geralmente, o médico orienta o uso de analgésicos, como Paracetamol ou Ibuprofeno, sendo feito o uso de antibióticos apenas quando há suspeita de infecção bacteriana.

 Asma

Crises de asma acontecem em pessoas predispostas, que têm doença inflamatória dos pulmões, e podem ser desencadeadas por fatores alérgicos, como frio e poeira, por exemplo. Estas crises são mais comum em crianças, apesar de também acontecerem em adultos, e causam sintomas como chiados no peito, falta de ar e tosse.

Como tratar: o tratamento é feito com orientações dos pneumologista, que pode envolver uso de broncodilatadores e corticóides, por exemplo.

 Meningite

A meningite é a infecção das membranas que envolvem o cérebro por vírus, bactérias, fungos e parasitas, e provoca sintomas que podem surgir de forma repentina, com febre alta, dor de cabeça forte, dores no corpo e vômitos.

É mais comum em crianças, entretanto pode acontecer em adultos, transmitida através do contato com gotículas de saliva do indivíduo contaminado através da tosse, espirro ou fala.

Como tratar: o tratamento depende do tipo de microorganismo causador, podendo ser o uso de antibióticos injetáveis, como Penicilina, analgésicos e anti-inflamatórios, orientados pelo médico.

Close up of mother taking her son’s temperature.
[url=http://www.istockphoto.com/search/lightbox/9786778][img]http://dl.dropbox.com/u/40117171/family.jpg[/img][/url]

 

No caso de sintomas de alguma doença, o médico deve ser procurado para que seja feito o diagnóstico correto e indicado o melhor tratamento para cada caso. Evite sempre a automedicação.

Deixe uma resposta