A importância de se investir no bem-estar de seu colaborador

A maioria das empresas já sabe que oferecer benefícios é um investimento, uma forma estratégica de garantir a saúde e o bem-estar dos seus colaboradores enquanto trabalham para sua empresa. Lembram do conceito de clima organizacional e como ele é importante para garantir o crescimento do seu negócio? Isso também está incluso nesse quesito.

Em primeiro lugar, é uma forma de o colaborador se sentir valorizado pela empresa. Afinal, a percepção é de que a organização o enxerga como uma pessoa, e não como um simples número capaz de prover lucros para os donos.

Assim, ele tende a se empenhar mais, realmente “vestindo a camisa” da organização, até mesmo em possíveis períodos de crise. Portanto, sua produtividade é maior, bem como seu índice de falhas também será reduzido.

Outro ponto é a diminuição dos índices de turnover. Os benefícios, como falamos, geram colaboradores mais felizes e que abraçam a causa da empresa. Consequentemente, seu desejo de abandonar o emprego por outras oportunidades diminui, reduzindo, consequentemente, as taxas de saídas do negócio.

O turnover, além de custoso para a organização (custos com rescisão de contrato, processos seletivos e admissão de novos funcionários), também prejudica a imagem perante o público. Afinal, como pode uma organização ser confiável, se ela não consegue manter seu quadro de colaboradores estável?

Outro ponto é que, em conjunto com práticas de saúde, o bem-estar é responsável pela redução do surgimento de doenças em seus funcionários. Consequentemente, isso reduz os afastamentos por doenças, sejam elas físicas ou mentais.

Foi David Palmer, terapeuta que trabalhava para a Apple, que começou a divulgar a técnica. Na época, David precisava lidar com o grande número de funcionários afastados por problemas de saúde na empresa, especialmente por Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho (DORT).

Por isso o shiatsu expresso, tem conquistado gradativamente os ambientes corporativos no Brasil. No início, a aplicação da massagem no horário de trabalho foi vista como algo excêntrico, típico das empresas de tecnologia. Aos poucos, as vantagens da massagem tornaram-se aliadas dos gestores das organizações.

Mas afinal, o que é a Shiatsu Expresso?

É uma massagem que surgiu nos anos 1980 como uma alternativa de oferecer alívio à tensão do dia a dia principalmente em ambientes corporativos. Ela é resultante da combinação de duas técnicas de massagem orientais, o Shiatsu e o Anmá.

A massagem é aplicada nas costas e pescoço, em uma cadeira especialmente desenvolvida para a técnica que dura aproximadamente 15 minutos.

Os resultados dessa massagem foram tão proveitosos que outras empresas começaram a utilizá-la. Vamos aos benefícios?

Melhoria na relação empresa e funcionário

As empresas que acreditam e investem na qualidade de vida no trabalho veem o reflexo dessa dedicação no crescimento do negócio. Com um serviço simples e eficaz, ela demonstra esse interesse no bem-estar da equipe e acaba conquistando pontos também no relacionamento com seus funcionários e colaboradores

Mais saúde e bem-estar para a equipe

Apesar da rápida duração, os benefícios são sentidos imediatamente e só melhoram ao longo das sessões. Entre eles estão o alívio de dores musculares, o relaxamento das regiões do pescoço, das costas e braços, além de prevenir o surgimento doenças articulares, além de promover o equilíbrio dos sistemas cardíaco, respiratório, digestório, urinário e reprodutor.

Com o corpo em equilíbrio, o funcionário tem restaurada a sua saúde, bem-estar e disposição.

Diminui o índice de afastamentos por doença

Dores nas articulações, problemas nas costas e lesões nos ombros estão entre as maiores causas de afastamento do trabalho no Brasil, segundo o INSS. Com a implantação do shiatsu em seu ambiente corporativo, diminui muito a possibilidade de afastamento dos seus funcionários.

Com isso, há também a diminuição no número de faltas e, claro, nos custos com licenças médicas.

Baixo investimento de execução

O shiatsu é uma das alternativas para a melhoria da qualidade de vida no trabalho e tem os melhores retornos com o menor custo de execução, sem comprometer o expediente de sua empresa.

É necessário apenas um profissional habilitado para a massagem e uma cadeira, e não é necessária uma sala especial para a massagem podendo se adaptar a qualquer porte de empresa.

Assim, é importante considerar que a adoção de benefícios é uma estratégia. É uma forma de, além de motivar seus funcionários a se entregarem para a empresa, conseguir uma imagem positiva no mercado. Assim, não pense como um gasto a mais, e sim como uma forma de conseguir o retorno esperado para sua organização.

Já pensou em oferecer o shiatsu aos seus funcionários? Está interessado em outras ações que podem ser utilizadas em sua empresa? Comente aqui no post!

Dicas de Saúde e Bem estar

Hoje 7 de Abril é o Dia Mundial da Saúde

O que mais buscamos na nossa vida, no nosso dia a dia? Ter saúde . Sem ela não somos nada. Por que quando temos saúde, bem-estar e qualidade de vida, tudo fica em equilíbrio e harmonia: a saúde nos dá alegria de viver!

A alimentação saudável, a atividade física, boas leituras, ter contato com a natureza, silêncio, respiração profunda, bom humor, ter bons pensamentos, enfim, tudo isso faz parte do grande conjunto de ações que protegem o ser humano e fazem enorme diferença para manter coração, corpo, mente e espírito saudáveis. São ferramentas poderosas que previnem doenças ou tornam as pessoas mais fortes para encará-las, colaborando também para a melhoria da qualidade de vida.

Se você deseja ter saúde com aquela agradável sensação de bem-estar, veja algumas dicas:

  • Comece Bem o Dia

Ao acordar, estique lentamente, a coluna, braços e pernas.

Lembre-se que o alongamento é essencial para manter a região das costas ereta, pois com o passar dos anos ela tende a encolher. Espreguiçar é um movimento natural que alonga toda a musculatura corporal.

Comece o dia agradecendo. Procure agradecer por todas as coisas boas que acontecem na sua vida, ao invés de reclamar. Aproveite ainda esse momento para pensar nas coisas boas que irá realizar durante o dia, e tenha só pensamentos positivos.

Cuidado com o tipo de informação que você já encara pela manhã. Evite notícias ruins ou ver coisas que não te façam bem. Ao invés disso, opte por uma meditação.

  • Cuide da Alimentação

As doenças causadas por deficiências nutricionais impedem que milhares de pessoas tenham saúde e bem-estar: uma boa alimentação é essencial para se ter bem estar.

Sempre procure tomar algum líquido, antes da primeira refeição do dia, água, suco verde, ou agua com limão que vão hidratar seu organismo, que ficou muito tempo sem a ingestão de líquidos.

Saúde começa pela boca. Certamente, você já ouviu essa expressão antes, mas o alimentar saudável é muito mais. O que significa não só o que você coloca na boca, mas outras formas de se alimentar, como o ar que respira, as palavras que fala, tudo que escuta e vê, o não saber perdoar o outro e a você mesmo. Temos que entender que nos alimentamos também das nossas emoções. Portanto, se não priorizamos o alimento da mente não iremos integralizar a saúde por completo.

Procure alimentos e produtos frescos. Dê prioridade aos produtos orgânicos e agroecológicos. Se não pode consumi-los todos os dias, priorize aqueles que recebem carga menor de agrotóxicos. Dê preferência a compras em feiras e sacolões; se possível, conheça o produtor.

  • Movimente-se

Fazer exercícios físicos regularmente colabora para atingir e manter um peso saudável, além de ser um dos segredos da longevidade. Ser fisicamente ativo também pode fazê-lo ter mais energia, melhorar seu humor e reduzir o risco de desenvolver doenças crônicas, além de fortalecer os ossos e regular o sono.

A prática de atividade física acelera o metabolismo e ajuda a gastar energia armazenada. Auxilia também na redução de gordura, preservando a musculatura, aliviando o estresse e fazendo você se sentir melhor.

O ideal é a regularidade nos exercícios sem sobrecarregar o organismo.

Não se esquecer dos alongamentos, que estimulam a circulação sanguínea, aquecem e lubrificam a musculatura e as articulações e oferecem maior disposição.

  • Outras Dicas:

Ter Bem-Estar Depende de Você: Concentre-se em tornar as coisas mais simples!

Saber administrar o estresse é algo muito importante para manter o autocontrole. Um grau elevado de estresse — ou a incapacidade de lidar com ele — pode causar acidentes e problemas de saúde. Aprender a estabelecer prioridades e dizer “não” sem sentimentos de culpa pode ajudá-lo a reduzir o estresse em sua vida.

Uma noite de sono tranquila é essencial para repor as energias gastas durante o dia. Um sono com qualidade contribui para seu bem estar físico e emocional.

Mantenha bons contatos sociais. Quando nos vemos divididos entre as demandas profissionais e da vida familiar, é fácil perder contato com amigos e familiares. Estas relações são essenciais para nosso bem estar. Trabalhe para “estar em contato”.

Simplifique os relacionamentos, espere um pouco menos das pessoas, não estabeleça expectativas muito elevadas. Cada pessoa possui uma forma de ser e um tempo para poder avançar e alcançar novos estágios de relacionamento, compreensão e atitude. Seja gentil com as dificuldades dos outros, encontre justificativas para as dificuldades deles com a mesma disposição e criatividade que encontra para a suas!

Tenha um bom dia e Viva melhor !

Reflexologia: Mais que massagem

Todo mundo ama uma massagem nos pés não é mesmo ?? Mas você sabia que seus efeitos vão muito além que o simples relaxamento ?

Esta técnica chinesa de massagem nos pés, local onde se encontram pontos que correspondem aos órgãos vitais e regiões de todo corpo – como um mapa em miniatura do nosso organismo. A técnica baseia-se na livre circulação de Energia Vital, dado que a sensibilidade ou dor em algum ponto é um sinal de alerta, representando um desequilíbrio de energia.

Trata-se da arte de curar através do toque nos pés, seguindo o princípio de que todos os órgãos do corpo, inclusive o cérebro, estão conectados através de canais de energia, ativadas em pontos em nossos pés. Portanto, quando nossos pés estão cansados, assim está nossa mente e corpo.

Aplicando pressão nos terminais nervosos ocorre um estímulo reflexo de um órgão do corpo no Sistema Nervoso Central (SNC), que imediatamente inicia uma gama de atividades internas verificando o estado e o funcionamento do órgão que está sendo estimulado.

É uma terapia considerada alternativa, reconhecida pelo Ministério da Saúde, muito acessível, porém pouco conhecida, mas de grande eficácia. Tem grandes vantagens, pois não necessita de grandes gastos e espaços para ser realizada. Pode ser incorporada a outras terapias, como reiki, shiatsu dentre outras.

Objetivos

Preventivo; Identificar uma má função antes do seu aparecimento sintomático; Conservar o corpo saudável, relaxar corpo e mente.

Observação

Quem aplica a Reflexologia tem que ter uma sensibilidade apurada no toque, para perceber que quando uma pessoa relata dor nos pontos reflexo não quer dizer necessariamente que exista algum mal específico isto é um ponto de energia estagnada e quanto mais obstruído mais dor vai sentir. Porém é sinal de alerta, desse pedaço de órgão está em disfunção e no toque dá para perceber essa irregularidade.

Antes de iniciar a sessão de reflexologia recomenda-se aplicar um escalda pés para deixar a pessoa mais relaxada e os pés mais sensíveis ao toque.

Indicações da reflexologia podal

Indicada para pessoas estressadas, tensas, nervosas, com problemas de circulação sanguínea, problemas hormonais, diversos tipos de dores e desequilíbrio do sistema.

O estresse é a maior causa de doenças cardíacas, enxaqueca, dores musculares, nervosismo e depressão. Quando o estresse é tratado, o corpo se livra desses sintomas sem a necessidade de remédios químicos que só mascaram o problema e nos tornam dependentes.

Entre outras indicações comuns temos:

  • Prisão de ventre
  • Alteração da pressão arterial
  • Constipação
  • Dor na coluna
  • Labirintite
  • Inchaço nas pernas
  • Cálculos renais
  • Asma
  • Hipertensão
  • Colesterol
  • Tireoide
  • Inflamação
  • Equilíbrio de cálcio

Contraindicações da reflexologia podal

As contraindicações da reflexologia se aplicam em casos de pessoas com diabetes que apresentem machucados nos pés, pessoas em processos de alergia na pele ou dermatite local, pessoas que apresentam varizes expostas, trombose ou fraturas

Faça você uma automassagem

Verifique no mapa dos pés qual a área correspondente no corpo e siga as dicas de manobras que deixo pra vocês:

De preferência sentado, role uma bola de tênis no chão, sob a sola do pé, procurando massagear todas as áreas, incluindo os dedos. Vai sentir que alguns locais são mais dolorosos que outros.

Outro método, seria você sentado, faça massagem em um dos seus pés, com as duas mãos, em seguida, perceba onde estão os pontos doloridos no pé.

reflexologia podal

D

Problemas causados pelo uso de laptop no colo

Os notebooks mudaram completamente a rotina de quem não desgruda de um computador, pois eles possibilitam acessar a internet, assistir a filmes e usufruir de todo o potencial da informática. Basta carregar o notebook para onde desejar, colocá-lo no colo e realizar qualquer atividade.

 

Imagina um final de semana chuvoso em casa, Netflix no modo infinito e você deitada no conforto da sua cama com o computador no colo. Seria muito perfeito, se não fosse um pequeno inconveniente: o calor. Diversas pessoas vêm relatando que passaram por situações em que usaram o PC no colo e acabaram notando alguns problemas de saúde.

Esse tipo de hábito desgasta o computador e faz com que o calor emitido pela maquina cause, a longo prazo, uma doença chamada Eritema ab igne.

 

Trata-se de uma lesão que se manifesta através de manchas vermelhas na pele, causada por exposição repetida e prolongada à radiação infravermelha, calor em temperatura de até 45°C. Geralmente assintomática mas que pode ser acompanhada de ardência e leve coceira . Sua principal característica são hiperpigmentação (manhas escuras) reticuladas, descamação fina, atrofia epidérmica e telangiectasias (vasos finos).

 

Se a lesão pelo calor for de longa duração, pode haver queimadura, atrofia, alterações de pigmentação, ceratoses e até mesmo o surgimento de carcinoma de pele.

 

Ficar muito tempo com o calor da máquina no seu colo também pode causar infertilidade masculina.
Segundo um estudo de especialistas em urologista da State University of New York, publicado pela revista Fertility and Sterility, o uso do notebook no colo causa um super aquecimento dos testículos e prejudica a fertilidade do homem.

No estudo, os médicos usaram termômetros para medir a temperatura dos testículos de 29 jovens que usavam notebooks apoiados sobre os joelhos. O resultado foi que, mesmo com um suporte sob o computador, o calor da máquina atrapalhava a capacidade de reprodução masculina.

Pela natureza do homem, a posição dos testículos faz com que essa região do corpo esteja sempre alguns graus mais frios que o restante do organismo, pois uma temperatura mais baixa é necessária para a produção de esperma.

A pesquisa mostrou que aquecer os testículos em mais de um grau é o suficiente para danificar os espermatozoides e reduzir a capacidade reprodutiva masculina.

 

 

 

O Conforto é uma coisa, mas melhorar o conforto é ainda melhor. Porque não utilizar seu notebook sob um suporte específico e planejado para ele? Notebooks foram feitos para serem usados sob superfícies planas, permitindo a ventilação do ar em torno de sua superfície, resfriando assim sua bateria e seus equipamentos internos. Uma vez trancada essas entradas de ar, esta ventilação pode parar, pois você está apoiado ao colo, a uma almofada, travesseiro, cobertor entre outros. Isso acaba superaquecendo a máquina e trazendo prejuízos aos componentes internos, peças e a bateria do notebook.

Quando estiver nessas situações, experimente colocar a mão em baixo do notebook ou perto da bateria e perceba o quão mal está fazendo para a sua máquina.

O ideal seria a NÃO UTILIZAÇÃO ou a utilização com equipamentos de resfriamento (como os que contêm uma ventoinha com conexão USB) ou aqueles que proporcionam maior distância entre a CPU e a pele. Tanto pela saúde da pele quanto pelo adequado resfriamento do computador, pois seu superaquecimento pode levar a danos no equipamento.

 

Dicas de postura correta no dia a dia

 

 

A manutenção de uma postura adequada reflete o nosso estado de espírito e ajuda a evitar desconfortos relacionados a coluna, músculos, articulações e respiração.

A causa para esse desconforto pode estar em certos detalhes do dia-a-dia, mais especificamente na maneira errada de executar tarefas comuns como usar o computador, passar roupas, carregar algum peso ou dirigir

Para tornar nossa rotina menos cansativa e dolorosa, é preciso adotar uma postura correta para prevenir lesões.

Não é tão difícil manter uma postura adequada, basta observar algumas dicas em relação aos cuidados com o desenvolvimento das atividades do dia a dia no trabalho ou em casa.

 

Pegar peso ou uma criança do chão

Para manter sua coluna alinhada, flexione os joelhos até que um deles toque o chão, e mantenha sua coluna ereta. Quando for levantar o peso, inicie com os joelhos flexionados e com o corpo próximo ao objeto que deve ser erguido. Faça força com as pernas, e não com a coluna, para levantá-lo.

Levantar Peso

Ao se elevar um peso acima da altura da cabeça deve-se apoiar o peso no corpo e subir em uma escada ou banquinho para depositá-lo adequadamente. Ao erguer um peso deve-se abaixar flexionando os joelhos até em baixo sem curvar a coluna, levantar-se transferindo a carga para os músculos das pernas que são mais fortes do que os da coluna, caso seja possível coloque o objeto em um carrinho e empurre.

Usar o Celular

Olhe o celular sem dobrar o pescoço para baixo. Para isso, levante a tela do aparelho até o nível dos olhos, mas cuidado para não tensionar demais os músculos do braço.

Escovar os dentes ou lavar louça

Flexione um joelho e alterne com o outro (você pode usar, ainda, um apoio no pé), e mantenha sua coluna o mais ereta possível. O ideal é que a pia esteja na altura do seu umbigo

Amarrar ou colocar seu calçado

Não incline o corpo até o chão, sente-se e traga o pé até o joelho  ou em um apoio mais baixo, cuidando para sua coluna se manter alinhada. Evite fazer uma flexão exagerada da coluna.

Ao dormir

Na hora de dormir também são necessários cuidados como escolher um bom colchão semi-rígido ou de espuma para distribuir bem o peso do corpo, um bom travesseiro e adotar algumas posturas corretas na cama. Se você costuma dormir de barriga para cima utilize um travesseiro em baixo dos joelhos, ao dormir de lado, um travesseiro entre as pernas que devem estar dobradas. Dormir de bruços não é recomendado, mas se você não consegue de outro jeito utilize um travesseiro embaixo da barriga e não da cabeça, diminuindo a curvatura lombar.

Ao Levantar da cama

Evite fazer flexão do tronco, pois você prejudicará sua coluna lombar, causando grande tensão sobre ela. Procure deitar de lado e depois sente-se na cama com a ajuda dos braços. Assim, sua coluna não sofrerá sobrecarga alguma

Passar roupas

Utilize uma base para apoiar os pés e troque-os quando a posição começar a cansar, isso manterá sua coluna reta. Cuide a altura da mesa de passar, tenha cuidado para não ser muito baixa, pois isso aumenta a curva da coluna durante o serviço

Varrer o chão

Use uma vassoura cujo cabo seja proporcional à sua altura, assim você não terá de se inclinar para frente. Deixe os pés afastados e as costas o mais reta possível. Faça os movimentos de varrida com o corpo inteiro, em vez de só usar os braços ou rotacionar o tronco. Para limpar embaixo de móveis, agache sentando-se sobre os pés e contraia o abdômen, levando a vassoura para frente e para trás sem se debruçar

Dirigir

Coloque uma almofada sobre o assento para dar suporte à lombar e evitar dores musculares. Alinhe os joelhos com os quadris e apoie o torso contra o encosto do banco, endireitando a coluna ao máximo. Os pés devem alcançar os pedais de forma que os joelhos fiquem levemente flexionados. A distância do volante também permite a livre movimentação dos braços e uma leve dobra dos cotovelos.

Ao sentar

Sentar corretamente também é muito importante para uma boa postura. Procure manter os pés apoiados no chão, coxas tocando suavemente maior área possível do assento, evite cruzar as pernas e deixe-as ligeiramente afastadas, coluna ereta de forma a preservar suas curvas naturais, encoste as costas completamente no sofá ou na cadeira, evitando esparramar-se. Manter a coluna ereta é sempre melhor do que deixá-la inclinada em qualquer situação. Adotar uma postura correta para sentar evita dor nas costas e sérias lesões na coluna vertebral. Quando se senta da maneira apropriada há uma distribuição uniforme das pressões sobre os discos intervertebrais e os ligamentos e os músculos trabalham em harmonia, evitando desgastes desnecessários.

Ao trabalhar

No trabalho também é importante adotar posturas menos prejudiciais no dia a dia. Os braços devem ficar pendidos ao longo do corpo ou os antebraços apoiados na mesa de trabalho. Evite torções de corpo inteiro, levante-se ou use uma cadeira apropriada que gire com facilidade para pegar algo, falar com alguém ou jogar papel no lixo. Caso trabalhe com computador, procure regular a tela de modo que a borda superior fique na altura do olhar para o horizonte, mantenha o queixo paralelo ao chão. Para ler evite ao máximo ter que baixar a cabeça, se for preciso adquira um suporte de livros. A cabeça pesa em média 5 Kg e se baixar para ler a coluna terá que suportar um peso que pode chegar a 13 Kg, podendo provocar dor de cabeça, nas costas, nos ombros e até hérnia de disco.

A boa saúde da coluna depende das posturas adotadas no dia a dia. A prática de exercícios adequados e o combate ao excesso de peso também são de grande importância.

Quando o se mantém a boa postura há uma distribuição uniforme das pressões sobre os discos intervertebrais, os ligamentos e os músculos trabalham harmoniosamente, evitando um desgaste de todas as estruturas que sustentam a coluna.

Caso ache necessário procure orientação de seu médico ou fisioterapeuta, pois o profissional irá orientá-lo a organizar seu corpo para suas necessidades diárias. Caso necessário o encaminhamento para algum tratamento especifico para reequilíbrio muscular e articular

Escalda pés: a forma mais prática de renovar as energias

A terapia do escalda-pés está na lista dos mimos que fazem a diferença para renovar as energias, dar aquela esquentada no inverno, promover a auto estima e ainda curar uma dor!

Nossos pés merecem cuidados especiais para manter a saúde, o bem-estar, bom humor e a boa aparência. Os pés, responsáveis por nosso caminhar, nem sempre recebem a atenção necessária e acabam sendo esquecidos. Aliás, se observarmos bem, há dias que nem prestamos atenção a partir dos joelhos para baixo. Por isso, tudo que puder fazer por eles, faça!

O escalda pés é uma cultura milenar, praticada desde a Grécia e Roma Antiga, nos banhos públicos, que promoviam encontros sobre temas políticos e sociais. Além de serem um ritual de purificação e conexão com a essência do corpo e da alma, o escalda pés elimina toxinas através da pele. É indicado para tratar stress, nervosismo, micoses, dores nas pernas, cansaço, frieiras, problemas de circulação, calos, gripes, resfriados, insônia e muitos outros males. São muitas as flores e ervas que podem servir de matéria-prima, basta escolher a que mais te agrada ou corresponde com o benefício que você busca, como camomila, lavanda, alecrim, erva doce, entre outras.

Aí vai uma receita infalível para depois de um dia exaustivo, pés doloridos e pernas pesadas.

Comece arrumando seu quarto para o repouso: aparelhos (TV, som, rádio) desligados, penumbra, cortinas fechadas, o máximo de silêncio e o mínimo de luz. Se gostar e se puder, escute musica enquanto prepara tudo e até acabar o escalda pés; mas precisa ser musica relaxante. Evite TV e rádio com noticiários e também nada de ler.

Material:

– 2 colheres de sopa de sal amargo.

– 1 colher de sal grosso

– 5 saches de chá de camomila

– 3 rodelas de limão

– 10 gotas de extrato de própolis

– 1 jarra com água bem quente se desejar intensificar o tempo.

– 1 jarra com água fria.

– 1 vasilha tipo caneca ou jarra pequena para auxiliar a jogar água também a partir dos joelhos.

– 1 toalha macia

– Creme hidratante especial para os pés.

– Um par de meias de algodão.

Dicas:

Deixe o ambiente preparado para facilitar a terapia. Tenha todos os ingredientes a mão, a chaleira com a água quente e a jarra com a água fria.

Temperatura adequada:  37ºC (verão) a 38ºC (inverno). Importante: verifique a temperatura da água com o auxílio de um termômetro, evitando queimaduras e respeite a sensibilidade da sua pele.

A temperatura superior a 37ºC é contra indicada para crianças, Gestantes, hipertensão, hipotensão, diabetes, problemas cardíacos e peles altamente sensíveis.

Use uma bacia funda ou balde largo para que seus pés fiquem confortáveis. Coloque no fundo da bacia pedras roladas de quartzos verdes e uma turmalina negra.

Verifique a temperatura e coloque todos os ingredientes. Mergulhe os pés com cuidado e relaxe de 15 a 20 minutos. De quando em quando, adicione mais água quente

Com auxílio de um recipiente pequeno, despeje um pouco da água quente da bacia a partir dos joelhos. Passe a planta dos pés sobre as pedras para massagear a região.

Termine jogando a água fria a partir dos joelhos. Seque bem os pés, dedos e unhas. Massageie os pés com um creme hidratante apropriado para a região. Vista as meias e deite-se.

Importante Saber:

Sal amargo e o sal grosso são anti-sépticos e excelentes para eliminar dores e relaxar.

O extrato de própolis é anti-séptico, fungicida e anti-inflamatório.

A camomila é relaxante, alivia dores e também é antiinflamatória.

O limão possui ação clareadora de manchas e atuará nas manchas que são causadas pelos calçados.

As pedras de quartzos verdes facilitam a massagem na planta dos pés trazem energia de cura e bem-estar.

A turmalina negra emite delicadamente raios infravermelhos que auxiliam a tratar e desinflamar as regiões com danos por calçados apertados e outros ferimentos nos pés.

Cuidados com os riscos de infecção urinária

Infecção urinária é a presença anormal de microrganismos em alguma região do trato urinário.

O problema é causado geralmente pela presença das bactérias do trato gastrointestinal que migram por via ascendente da região perineal até a bexiga, podendo causar dores abdominais e na região do umbigo, além de ardência, odor fétido na urina e vontade frequente de urinar, porém com pouco volume.

Essa doença possui dois tipos: a cistite e a pielonefrite. A cistite é quando a infecção afeta a bexiga, enquanto a pielonefrite afeta o rim. Essa última possui sintomas mais severos.

A doença, que possui incidência de 80% a 90% em mulheres, é mais prevalente na idade reprodutiva.

Alguns fatores poderão contribuir para que a mulher tenha infecção urinária:

Anatomia feminina – A uretra da mulher é curta (de quatro a cinco centímetros) e próxima à região onde as bactérias costumam ficar. Esse curto caminho favorece que as bactérias cheguem à bexiga.

Menopausa – Nesse período da vida da mulher, a diminuição do estrogênio tem como uma de suas consequências a predisposição à infecção urinaria, isso porque altera a flora vaginal, a qualidade do tecido da vagina e da uretra, deixando a entrada das bactérias na região mais fácil e o ambiente mais propício para a colonização.

Relações sexuais – Por mais convencional que seja o ato sexual, ele é um fator de risco. Tanto é verdade que a “cistite da lua de mel”, conhecida popularmente, é a infecção urinaria que pode acontecer depois da relação sexual, já que o pênis pode ajudar a levar bactérias para dentro da vagina.

Hereditário – Se há um histórico materno de infecções urinárias frequentes, é possível que a filha tenha alguns episódios do problema durante a vida também.

Incontinência  – Os idosos, devido à incontinência urinaria, precisam usar as fraldas geriátricas com frequência. A fralda é abafada, úmida, se tiver com urina, esse ambiente é favorável para o aumento das bactérias na região vaginal. Além disso, o idoso tem mais predisposição ao problema já que a imunidade pode estar mais baixa com o avanço da idade.

Outros maus hábitos como beber pouca água, sentir vontade de urinar e não ir ao banheiro e falta de cuidados com a higiene pessoal também podem ser uma porta aberta para o problema.

 

Se você já teve uma crise de infecção urinária ou, só de ouvir a descrição dos sintomas, já quer evitar que o incômodo chegue até você, duas medidas simples podem ajudar:

  1. Beba bastante água diariamente e não deixe de ir ao banheiro quando sentir vontade de urinar. A ingestão de líquidos faz você ir mais vez ao banheiro e assim você vai evitar que a bactéria permaneça mais tempo dentro do organismo.

  1. Evite usar ainda as duchas vaginas e procure sempre quando for ao banheiro, limpar a região do períneo com o papel higiênico no sentido frente para trás. Do contrário poderá trazer as bactérias que estão na região intestinal para dentro da vagina causando a infecção da mesma forma. O sentido da ducha também é sempre de cima para baixo.
  2. Urinar logo depois da relação sexual também pode ajudar aquelas pacientes com cistite de repetição. O xixi lava a uretra ajudando a eliminar bactérias que possam ter entrado durante o ato.

TRATAMENTOS E CUIDADOS

Para a infecção urinária do tipo cistite é possível o tratamento com antibiótico de dose única, de curta duração (três dias) ou de longa duração (sete a dez dias). Já o do tipo pielonefrite, a indicação é o uso do medicamento de longa duração.

A idade e o modo de vida da paciente devem ser levados em consideração para a escolha do tratamento.

Problemas de pele causados pelo estresse

Não obstante os danos provocados por raios UV, vento e poluição, a pele ainda enfrenta problemas relacionados às emoções, principalmente o estresse, que interferem no bom funcionamento do organismo e deixam a pele muito mais susceptível a ataques externos.

O estresse aumenta a produção natural dos corticoides, facilitando a atrofia da pele e a perda de colágeno, o que causa também um déficit na circulação, acelerando o envelhecimento. Com isso, há uma queda na imunidade e o corpo fica mais vulnerável a infecções e outros problemas.

Quando o estresse faz parte da rotina, a pele é uma das mais afetadas. A tensão provoca alterações hormonais diversas no corpo e libera algumas substâncias na corrente sanguínea, podendo surgir descamações, áreas avermelhadas e ressecadas, olheiras e pele sem brilho. Peles oleosas também ficam com os poros mais dilatados e a derme mais grossa.

Conheça outros problemas da pele estressada e veja dicas para amenizá-los, além – é claro – de combater o estresse.

Cravos e espinhas: São muito mais comuns na adolescência, mas podem surgir na fase adulta por alguns fatores, incluindo o excesso de tensão. Pois o estresse aumenta a produção das glândulas sebáceas e deixa a pele mais oleosa, favorecendo o surgimento da acne

A primeira recomendação dos dermatologistas é não cutucar esses cravinhos,  pois os micro-organismos presentes nas unhas podem causar um processo inflamatório na acne, piorando o estado da pele e aumentando as chances de virar uma cicatriz. Em vez disso, lave o rosto duas vezes por dia com sabonete neutro, use apenas produtos indicados por seu médico para a sua pele e evite abusar de doces, frituras e gorduras, que aumentam a oleosidade da pele.

Alergias: O estresse age nas células do tecido conjuntivo associadas às reações alérgicas, chamadas mastócitos, isso, aumenta a coceira.

Para evitar que a alergia de pele piore: Aplique uma camada espessa de hidratante com filtro solar na área afetada para evitar manchas; Lave a pele apenas com água fria enquanto houver alergia; e evite coçar, para não aumentar a lesão;

Dermatite Seborreica: Essa doença provoca lesões avermelhadas e que descamam a pele – sobretudo o couro cabeludo – e é causada por um fundo chamado pityrosporum ovale, que se alimenta do sebo produzido pelas glândulas da pele. Os tratamentos costumam envolver o uso de xampus que combatem oleosidade, caspa ou fungos; loções para o controle da inflamação e das caspas e até mesmo medicações de uso oral que venham a controlar a oleosidade. Além disso, é bom expor a pele ao sol (com filtro solar e fora do período entre as 10h e 16h), pois os raios solares ajudam a amenizar o problema.

Furúnculo: Essa infecção é muito comum em regiões com dobras ou pelos, como virilha e bumbum. O furúnculo se transforma em um nódulo endurecido, vermelho e bem dolorido e, se não for tratado, pode virar uma ferida com pus.  Além do tratamento antibiótico, o furúnculo precisa ser drenado por um especialista.

Herpes Esse problema é causado por um vírus do próprio organismo e desencadeado por fatores como estresse, sol e baixa imunidade. Feridas em formato de bolhas aparecem no corpo – principalmente nos lábios e nos genitais. É preciso iniciar uma medicação oral para evitar o aumento de herpes, além de aplicar creme tópico para diminuir a transmissão.

Micose: É uma infecção é causada por fungos que se proliferam em ambientes úmidos, fechados e quentes. Ela é um dos sinais de que o sistema imunológico está deficiente

Para conter esse problema, seque o local após o banho todos os dias e use antifúngicos orais e tópicos (pomadas) indicados por um dermatologista.

Rosácea: Caracterizada por uma vermelhidão no rosto, a rosácea também pode apresentar nódulos, pus, inchaços e vasinhos. Tensão, ansiedade, estresse são fatores desencadeantes e o quadro pode piorar com o consumo excessivo de álcool e exposição solar. Dependendo do grau de rosácea, é necessário realizar tratamento medicamentoso.

Psoríase: Ela é uma doença inflamatória crônica, não contagiosa e caracterizada por lesões avermelhadas e que descamam. A psoríase costuma aparecer no couro cabeludo, nos cotovelos e nos joelhos. Além de controlar o estresse – que é um agravante do quadro -, é importante tomar sol e hidratar a pele de preferência com hidratantes sem ureia na formulação e sem perfume

Olheiras: As bolsas e manchas escuras embaixo dos olhos são decorrentes, principalmente, de noites mal dormidas. Um bom corretivo ajuda a disfarçar, mas, se as olheiras forem permanentes, a solução é procurar um dermatologista para tratar da forma correta.  Os cremes mais indicados para amenizar as olheiras são à base de ácido tioglicólico ou vitamina K. A vitamina C também ajuda, tanto como antioxidante, quanto como clareador. “É importante também usar filtro solar, pois o acúmulo de melanina pode piorar a aparência da olheira.

Cuidados com a pele no Outono

O outono chegou e aos poucos é possível sentir a mudança do clima. O calor intenso dá lugar a temperaturas mais frias que variam conforme a região do país. A intensidade de raios solares mais amena no outono atinge a pele de forma menos agressiva e isso favorece os tratamentos de pele.

Mesmo que a temperatura mais amena do outono seja boa para realizar tratamentos de pele, é preciso manter cuidados que mesclem a proteção contra raios solares, ventos frios e baixa umidade.

Aqui vão algumas dicas para uma pele de pêssego nesse verão :

CORPO:

Não tome banhos demorados com a temperatura da água muito alta. Prefira a água morna ou fria e não estenda o banho por mais de 10 minutos.

Enxugue a pele com cuidado. Após o banho, passe a toalha levemente pelo corpo sem a esfregar.

Utilize hidratantes ou óleos corporais logo após o banho e com a pele ainda úmida, isso potencializará o poder do cosmético. Para peles mais ressecadas, prefira cremes e pomadas mais concentradas com ingredientes que favoreçam a hidratação profunda.

Continue utilizando o protetor solar diariamente e sempre que for se expor ao sol.

ROSTO:

A pele da face é a que mais chama a atenção. Só a maquiagem não vai proteger seu rosto, até porque, ela pode ressecá-lo ainda mais. O rosto também precisa de hidratação e, mesmo para quem tem pele oleosa, hidratar essa parte do corpo é importante, já que a produção de óleo diminui com o clima seco, típico do outono.

Peles maduras e naturalmente secas devem ser higienizadas com sabonetes suaves, para peles sensíveis e com poder hidratante.

Faça a limpeza cutânea com produtos indicados para o seu tipo de pele.

Não utilize hidratantes muito concentrados no rosto para evitar a oleosidade.

Use demaquilantes à base de água termal e sem álcool.

A dica é se hidratar de dentro para fora, ingerindo muita água. Especialistas indicam a ingestão de, pelo menos, dois litros de água ao dia, pois este é o melhor hidrante natural para todo o corpo.

LÁBIOS:

A boca também chama atenção na harmonia do rosto. Quando ela se resseca, começa a descamar e, em casos mais críticos, podem até sangrar. Vale a pena investir em produtos voltados para a hidratação da área, tipo os  lip balms e reparadores de barreira labial para conferir uma proteção extra.

MÃOS:

A mudança de temperatura também atinge as mãos, que, como todo o corpo, tendem a se ressacar. Cremes à base de glicerina são os mais indicados para a hidratação das mãos durante o outono e é recomendável aplica-los várias vezes ao dia.

Cada pessoa possui um tipo de pele que necessita de cuidados específicos. Por isso, é importante visitar um dermatologista para saber mais detalhes de como cuidar da sua pele durante o outono e todo o resto do ano.

 

Cerveja Gelada e hidratação

Cerveja Gelada e hidratação

 

A cerveja gelada é um antídoto natural contra o calor. Na praia, aparece como uma das primeiras opções na hora de refrescar a garganta. Pouca gente sabe, no entanto, que o álcool é gatilho certo para a desidratação.

O álcool provoca desidratação ao inibir a secreção do ADH, o hormônio antidiurético liberado para barrar a saída de água (do sangue para a bexiga). Por isso, quando você bebe, a água continua sendo descartada (mesmo que haja uma baixa quantidade de líquidos no sangue). Além disso, o álcool possui baixo poder nutritivo e não fornecem nenhuma das substâncias requeridas para o bom funcionamento do organismo, como proteínas, vitaminas ou outros nutrientes. Outro problema que surge com a bebedeira é a hipoglicemia (baixa taxa de glicose, ou de açúcar, no sangue).

Em uma situação normal, quando seu nível de glicose cai muito, o fígado repõe a substância transformando o carboidrato estocado no organismo (glicogênio) em glicose, e evita a hipoglicemia. Mas não é isso que acontece quando o álcool também está presente no organismo.

Quando o álcool entra no sistema digestivo esse processo é prejudicado, porque o fígado fica ocupado em eliminar a bebida, considerada tóxica pelo corpo. Ou seja, o fígado não produzirá glicose até que termine de expelir a última gota de álcool do sangue. Então o órgão que deveria viabilizar energia para o organismo estará ocupado em metabolizar o etanol.

Por outro lado, e curiosamente, alguns maratonistas fazem uso da cerveja sem álcool para se hidratar. É que os polifenóis, substâncias naturais com potentes propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, estão presentes em quantidades importantes nos componentes não alcoólicos da cerveja. E um estudo apontou que o consumo da cerveja sem álcool algumas semanas antes e depois da prova pode diminuir o processo inflamatório agudo e a incidência de doenças no trato respiratório superior em corredores de maratona. Isso comprova que o grande vilão realmente é o etanol.

 

Mas para evitar problemas e curtir a estação mais quente e divertida do ano, não precisa abrir mão do latão…. rs

O consumo com moderação e intercalado com água está liberado seguindo algumas dicas:

1 – Em dias quentes, a exposição ao calor faz com percamos mais água que o normal, e por isso é importante também tomar uma dose extra de água.

2 – Observe sua urina. Quando a urina adquire uma tonalidade muito escura, é sinal que o organismo está economizando água, provavelmente porque as reservas estão diminuindo. Beba água até que a sua urina adquira uma tonalidade clara, e procure manter sempre essa cor.

3 – Consuma alimentos ricos em água. Além de ajudarem na hidratação, esses alimentos costumam ser menos calóricos que os demais, colaborando para manutenção do regime e da boa forma.

4- Se sentir sede, não hesite: corra e beba um copo de água. A sede é o sinal mais importante de que o organismo está precisando muito da água. Isso deve ser evitado. O ideal é que se tome pelo menos um copo de água a cada hora. Não engane o seu corpo.